Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/112612
Title: A face romana de Santa Olaia (Figueira da Foz, Portugal) – uma leitura possível a partir da cultura material
Authors: Silva, Ricardo Costeira da 
Almeida, Sara Oliveira 
Pereira, Isabel
Keywords: Baixo‐Mondego; Santa Olaia; época romana; Cultura material
Issue Date: 2021
Serial title, monograph or event: Ophiussa – Revista do Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa
Volume: 5
Abstract: Embora revele uma notável longevidade de ocupação, Santa Olaia é sobretudo conhecida pelos testemunhos da Idade do Ferro. Contudo, os restantes ciclos vivenciais são de igual importância para a compreensão da sua estratégia de afirmação regional ao longo do tempo. Neste caso e com base na revisão da documentação e espólio procedente das escavações arqueológicas realizadas, procura‑se compilar os elementos referentes à ocupação romana do local propondo, simultaneamente, uma narrativa de enquadramento. A análise dos dados reunidos parece indicar uma ocupação persistente desde época republicana aos inícios do século VI marcada, porém, pela noção de transfiguração cíclica do sítio. Atendendo às diferenças observadas ao nível do volume e qualidade do registo arqueológico, apresentam‑se potenciais linhas de interpretação explicativas das alterações de natureza funcional e relevância deste emblemático sítio do estuário do Mondego.
Although with a long occupation, Santa Olaia is mostly known for its evidence of the Iron Age. How‐ ever, the remaining phases are of equal importance for understanding its regional affirmation strategy over time. In this case, based on the review of the documentation and remains from the archaeological excavations carried out, the aim is to compile the elements referring to the Roman occupation of the site and propose a narrative framework. The analysis of the gathered data seems to indicate a persistent occupation from the Republican period to the beginning of the 6th century, marked, however, by the notion of cyclical transfiguration of the site. Given the variations observed in the archaeological record, potential lines of interpretation are presented to explain the changes in the functional nature and relevance of this emblematic site of the Mondego estuary.
URI: https://hdl.handle.net/10316/112612
ISSN: 2184-173X
1645-653X
DOI: 10.51679/ophiussa.2021.87
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CEIS20 - Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:
Show full item record

Page view(s)

25
checked on Apr 10, 2024

Download(s)

1
checked on Apr 10, 2024

Google ScholarTM

Check

Altmetric

Altmetric


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.