Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/101679
Title: Transit-Oriented Development
Authors: Ibraeva, Anna 
Orientador: Antunes, António José Pais
Correia, Gonçalo Homem de Almeida
Silva, Cecília
Keywords: Transit-Oriented Development; metro systems; station areas; mode shares; built environment; spillover effects; longitudinal research; regression models; Transit-Oriented Development; sistemas de metro; estação de metro; repartição modal; ambiente construído; efeito transbordamento; estudo longitudinal; modelos de regressão
Issue Date: 23-Jun-2022
Project: PD/BD/135417/2017 
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Esta tese de doutoramento explora o potencial do Transit-Oriented Development (TOD) na redução do uso do automóvel e na promoção de modos sustentáveis de transporte no longo prazo. Transit-Oriented Development é um conceito do planeamento urbano que implica a concentração dos principais polos de atração (governamentais, comerciais e outros) na proximidade das estações de transporte público juntamente com a densificação e diversificação dos usos de solo na área adjacente. Esta configuração pretende facilitar o acesso aos principais destinos de viagem através de modos de transporte sustentáveis ao mesmo tempo que reduz as distâncias percorridas mediante a instalação de equipamentos e serviços dentro do bairro onde os utilizadores residem. Deste modo, espera-se que as viagens mais longas sejam geralmente efetuadas por transporte público e os afazeres diários dentro do bairro sejam feitos à pé ou de bicicleta. Esta tese é composta por quatro artigos que abordam um tópico transversal: o efeito do metro e do TOD no comportamento dos viajantes. Uma revisão extensiva da literatura sobre o conceito de TOD, os principais efeitos do TOD e as questões do respetivo planeamento permitiu identificar as maiores lacunas de investigação na área. Focando-se nas lacunas relacionadas com o comportamento dos viajantes e recorrendo a uma abordagem longitudinal, esta tese tem como objetivo avaliar o efeito da implementação de uma rede de metro no peso (share) do transporte individual nas deslocações e o modo como esse efeito potencial varia consoante o ambiente construído em torno das estações e em função do tipo das estações – TOD, transit-adjacent development (TAD) ou Park & Ride. O Metro do Porto é usado nesta tese como estudo de caso, abrangendo uma região de análise composta por sete municípios que passaram a ser servidos por metro nos anos 2002-2011. A tese começa com uma análise ao nível da freguesia para um período de dezassete anos, e subsequentemente procede-se a uma análise mais fina ao nível da secção estatística. No início, os efeitos da implementação do metro sobre os pesos do automóvel e do autocarro – os dois principais modos na região antes do metro – são analisados ao nível da freguesia e dos pares origem-destino usando modelos beta autorregressivos. A seguir, os efeitos do metro são analisados com uma maior precisão tomando em conta as características socioeconómicas e do ambiente construído em cada freguesia usando um modelo de difference-in-differences. Na parte final é apresentada uma análise detalhada ao nível da secção estatística recorrendo a first difference estimators. Os resultados destas análises mostram sistematicamente a importância do Metro do Porto para a redução das viagens de carro, com os efeitos do metro a propagarem-se até áreas bastante distantes. Compativamente com as estações dos outros tipos, estes efeitos para as estações TOD têm a tendência de ser mais fortes em intensidade e extensão espacial, enquanto as estações Park & Ride revelam a menor influência sobre a redução das viagens de automóvel. Estes resultados vão no sentido da introdução de medidas TOD (tais como diversificação e densificação dos usos de solo e a melhoria do ambiente pedonal), e, em termos mais gerais, favorecem a prossecução de estratégias TOD em cidades e regiões metropolitanas.
The research developed in this thesis explores the long-term potential of Transit-Oriented Development (TOD) in the reduction of car use and promotion of sustainable transport modes. Transit-oriented development is an urban planning concept that implies the concentration of major facilities (governmental, commercial and others) in proximity to transit stations together with the densification and diversification of land-use in station areas. Such configuration is intended to make main destinations easily accessible by sustainable transport modes, and at the same time reducing trip distances by providing amenities and services within the neighborhood. Thus, it is expected that longer trips would be regularly made by public transport and daily errands within the neighborhood by walk or bicycle. Four articles are compiled in this thesis addressing the same transversal topic: the effect of metro and TOD on travel behavior. An extensive literature overview that covers the concept of TOD, major TOD effects and TOD planning issues allowed the identification of main research gaps existing in the field. Focusing on the gaps related to TOD and travel behavior, this thesis aims to evaluate using a longitudinal approach whether and to what extent metro implementation affects the shares of car trips and how these potential effects may vary depending on different station environments. As such, the effects from commonly identified station types like transit-adjacent development (TAD) or Park & Ride are also assessed, framed in a broad network-wide analysis. The Metro do Porto light-rail transit system is used in this thesis as a case study involving an area of analysis comprised by seven municipalities that received this metro service in 2002 – 2011. The thesis starts from the civil parish level of analysis covering a large time interval (seventeen years), subsequently narrowing down to the census tract level. At first, the effects of metro implementation on the shares of car and bus trips – the two main modes in the region before metro – are analyzed at a parish level and at an origin-destination pair level using beta autoregressive models. Then, the effects on metro are analyzed with greater detail accounting for the built environment and socio-demographic characteristics of each parish using a difference-in-differences approach. Finally, a fine-grained analysis at the census tract level is performed exploring the importance of station proximity on the number of car trips using first difference estimators. The results of the analyses consistently demonstrate the importance of the Metro do Porto system for car trips reduction, with metro effects propagating to rather distant areas. Overall, for TOD stations this effect tends to be larger in magnitude and spatial extent than for other station types, with Park & Ride stations having the weakest influence on car trip reduction. These findings provide support for the application of TOD-inspired measures in station areas (like mixed land use, densification or pedestrian-friendly environment) and, in a more general context, motivate to pursue TOD strategies in the cities and metropolitan regions.
Description: Tese de Doutoramento do Programa Doutoral em Planeamento do Território apresentada ao Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: https://hdl.handle.net/10316/101679
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Teses de Doutoramento
FCTUC Eng.Civil - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Thesis_IBRAEVA.pdf3.98 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

199
checked on Jun 12, 2024

Download(s)

401
checked on Jun 12, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.