Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/981
Title: Disfunções sexuais : contributos para a construção de um modelo comprensivo baseado na teoria cognitiva
Authors: Nobre, Pedro Jorge da Silva Coelho 
Orientador: Gouveia, José Augusto da Veiga Pinto de
Barlow, David H.
Keywords: Psicologia clínica; Sexologia; Disfunção sexual; Terapêutica do comportamento
Issue Date: 29-May-2003
Abstract: A presente investigação visa estudar o papel das variáveis de natureza cognitiva e emocional na determinação do funcionamento sexual. No estudo participaram 662 sujeitos de 4 grupos distintos: dois grupos clínicos (49 homens e 47 mulheres com disfunção sexual) e dois grupos da comunidade (303 homens e 263 mulheres da população portuguesa). A amostra clínica foi recolhida na Clínica de Sexologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra e a amostra comunitária foi retirada da população geral portuguesa. Seis questionários de auto-resposta foram desenvolvidos para avaliar as variáveis cognitivo-emocionais: Questionário de Activação de Esquemas Cognitivos em Contexto Sexual (QAECCS – versões masculina e feminina; Nobre e Pinto-Gouveia, 2002); Questionário de Crenças Sexuais Disfuncionais (QCSD – versões masculina e feminina; Nobre, Pinto-Gouveia, e Gomes; 2003), Questionário de Modos Sexuais (QMS – versões masculina e feminina; Nobre e Pinto-Gouveia, 2002). Os resultados mostraram a inequívoca contribuição das variáveis cognitivas e emocionais na determinação das disfunções sexuais. No que se refere ao papel dos esquemas cognitivos, os estudos demonstraram que, tanto os homens como as mulheres disfuncionais tendem a interpretar as situações de insucesso como um sinal de fracasso e incompetência pessoal. Os homens disfuncionais apresentaram significativamente mais crenças relativas ao mito do “macho latino” e crenças relacionadas com a satisfação sexual da mulher e sua reacção ao insucesso masculino, enquanto as mulheres com disfunção sexual apresentaram mais crenças sexuais conservadoras e crenças relacionadas com o papel da idade e importância da imagem corporal e beleza física no funcionamento sexual. Tanto os homens como as mulheres com disfunção sexual apresentaram significativamente mais pensamentos e emoções negativas no decurso da actividade sexual: pensamentos relacionados com a erecção e a penetração sexual e escassez de pensamentos eróticos nos homens e pensamentos de fracasso e desistência, pensamentos de abuso sexual e escassez de pensamentos eróticos nas mulheres. Estes pensamentos automáticos surgem associados a respostas emocionais de tristeza, desilusão, culpa, irritação e escassez de prazer e satisfação. Estes resultados contribuem para o crescente reconhecimento da importância de variáveis psicológicas na determinação do funcionamento sexual e sugerem um recrudescimento de intervenções cognitivas e emocionais no tratamento das disfunções sexuais.
Description: Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Clínica) apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/981
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

1,968
checked on Nov 12, 2019

Download(s) 50

229
checked on Nov 12, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.