Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/87581
Title: Ação coletiva de pessoas desempregadas
Authors: Fernandes, Lídia Marta Canha
Orientador: Costa, Hermes Augusto
Lima, Maria da Paz
Keywords: desemprego; conflito; ação coletiva; austeridade; unemployment; conflict; collective action; austerity
Issue Date: 10-Apr-2019
Project: SFRH/BD/90783/2012 
Abstract: Apesar dos protestos anti austeridade terem ocorrido em contexto de massificação de desemprego e de degradação das condições de vida de quem se encontrava nessa situação, ainda está pouco estudado qual o lugar do desemprego e das pessoas desempregadas nessas mobilizações. Nesta investigação procura avançar-se no conhecimento sobre essa temática, contribuindo para compreender quais as possibilidades ação coletiva envolvendo este segmento da força de trabalho. Parte-se de uma discussão em torno dos conceitos do desemprego e da ação coletiva. O desemprego é situado nos quadros teóricos da exclusão e do conflito; e o problema da ação coletiva é equacionado tendo por referência os debates sobre os movimentos sociais e os sindicatos, dando-se um enfoque especial aos debates relativos à onda de protestos verificada após a crise financeira de 2008. O estudo, que incide sobre o ciclo de ação coletiva ocorrido em Portugal entre 2011 e 2013, incluiu a análise de como o contexto terá condicionado os termos do conflito em torno do desemprego; a forma como o desemprego e as pessoas desempregadas se articularam no conflito e na narrativa anti austeridade; um balanço retrospetivo de pessoas desempregadas e ativistas envolvidos nesse ciclo de mobilizações; e as aprendizagens que daí retiram quanto às possibilidades de mobilização envolvendo este segmento da força de trabalho. Considerando a lógica de investigação-ação, a complexidade do objeto de estudo e a necessidade de uma estratégia de convergência e integração paradigmática no terreno, foi adotada uma estratégia de triangulação de dados, fontes e métodos. A análise realizada sublinhou três tipos de tensões consideradas relevantes para entender os constrangimentos e as possibilidades deste tipo de ação coletiva: unidade-fratura; inclusão-exclusão; local-nacional-europeu-global. A resolução destas tensões coloca dilemas estratégicos a quem entenda promover formas de mobilização envolvendo este segmento da força de trabalho.
Although anti-austerity have occurred in the context of mass unemployment and of deterioration of the living conditions of the unemployed, it is insufficiently researched the place of unemployment and unemployed people in these mobilizations. This research aims to contribute to advanced knowledge on this issue, as well as explore the possibilities for collective action involving this segment of the workforce. In the first part, is presented a discussion around the concepts of unemployment and collective action. The unemployment is framed in the theories about exclusion and conflict; and the problem of collective action of unemployed is formulated considering the debates on social movements and unions, putting a special focus on those around the wave of protests after 2008 financial crisis. The study, which focus on the cycle of collective action occurring between 2011 and 2013 in Portugal, included an analyses about how the context affected the conditions of conflict on unemployment; the way the unemployment e the unemployed were articulated in the conflict and in the anti-austerity narrative; an retrospective overview made by unemployed and activists engaged in this protest cycle; and the learnings about the possibilities of mobilization including this segment of workforce. Taking in account the action-research logic of this study, the complexity of the object of study and the requirement of paradigmatic convergence and integration on the terrain, it was adopted a strategy of sources, data and the methods. The analysis pointed out three types of tensions considered relevant in understanding the constraints and the possibilities of this type of collective action: unity-division; inclusion-exclusion; local-national-european-global. The resolution of this tensions poses strategic dilemmas to anyone intending to promote forms of collective action including this segment of workforce.
Description: Tese de Doutoramento em Sociologia, no ramo de Relações de Trabalho, Desigualdades Sociais e Sindicalismo, apresentada à Faculdade de Economia da universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/87581
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ação coletiva de pessoas desempregadas.pdf2.3 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

127
checked on Jul 29, 2020

Download(s)

65
checked on Jul 29, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.