Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/87004
Title: Saúde, ambiente e a promoção do desenvolvimento sustentável: contribuições a partir do património museológico de ciência
Authors: Campos, Rita 
Keywords: Uma Saúde; Desenvolvimento sustentável; Coleções; Recursos naturais; Conhecimento sobre saúde; One Health; Sustainable development; Collections; Natural resources; Health knowledge
Issue Date: 2018
Publisher: IHMT
Project: SFRH/BPD/110348/2015 
DL57/2016/CP1341/CT0001 
Abstract: Falar de saúde é incluir o ambiente onde nos movimentamos e os seres vivos com quem o partilhamos. Assim, comunicar saúde passa também por valorizar o património cultural e científico presente em diferentes coleções museológicas científicas, que oferece várias oportunidades para se discutir a construção do conhecimento científico e a sua ligação às comunidades. Aqui apresentamos uma exposição que reuniu objetos de zoologia, botânica e antropologia para mostrar este diálogo entre ciência e sociedade e criar espaços de reflexão sobre a co-construção do conhecimento. Por exemplo, os objetos fomentaram a pesquisa, divulgação e discussão da forma como o chamado conhecimento indígena sobre as propriedades medicinais de certos animais e plantas tem vindo a ser validado pela investigação farmacêutica, biomédica e cosmética, permitindo o desenvolvimento de novos fármacos. Adicionalmente, o estudo etnográfico dos recursos naturais utilizados na medicina tradicional dá importantes informações para a elaboração de planos de gestão e conservação da biodiversidade. Desta forma, os objetos museológicos encontraram ecos em diferentes áreas científicas e em algumas metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.
To speak of health is to include the environment where we move and the living beings with which we share it. Accordingly, communicating health is also valuing the cultural and scientific patrimony present in different scientific museological collections, which offers several opportunities to discuss the construction of scientific knowledge and its connection to communities. Here we present an exhibition that brought together objects from zoology, botany and anthropology collections to illustrate this dialogue between science and society and create spaces to reflect on the co-construction of knowledge. For example, the objects fostered the research, dissemination and discussion of how the so-called indigenous knowledge about the medicinal properties of some plants and animals has been validated by pharmaceutical, biomedical and cosmetics research, enabling the development of new pharmacological drugs. In addition, ethnographic studies of natural resources used in traditional medicine provide important information for the planning of management plans and conservation of biodiversity. Consequently, the museum objects found echoes in different scientific areas and in some targets of the Sustainable Development Goals.
URI: http://hdl.handle.net/10316/87004
ISSN: 0303-7762
DOI: 10.25761/anaisihmt.299
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CES - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Saude ambiente e a promocao do desenvolvimento.pdf233.88 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

7
checked on Jul 17, 2019

Download(s)

2
checked on Jul 17, 2019

Google ScholarTM

Check

Altmetric


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.