Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/84803
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorPIMENTA, Regina-
dc.contributor.authorDE ALMEIDA, J.-P.-
dc.contributor.authorTENEDÓRIO, José-
dc.date.accessioned2019-01-31T20:38:17Z-
dc.date.available2019-01-31T20:38:17Z-
dc.date.issued2018-11-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/84803-
dc.descriptionPenínsula Ibérica no Mundo: problemas e desafios para uma intervenção ativa da Geografiapt
dc.description.abstractO desenvolvimento sustentável dum território requer uma eficaz articulação das suas componentes sociais, ambientais e económicas. Os sistemas de suporte à gestão territorial, que possibilitam o registo, disponibilização, integração e gestão de dados sobre o território, são relevantes ferramentas para implementar as políticas públicas inspiradas no paradigma da sustentabilidade. Neste contexto, o cadastro predial multifuncional tem um papel estruturante constituindo as fundações para um sistema de gestão territorial. Contudo, na actualidade e no futuro, o cadastro predial multifuncional terá que ir mais além do simples registo da delimitação 2D dos prédios; terá que permitir também a gestão das diversas áreas de jurisdição de forma a garantir uma coordenação e abordagem consistente para o planeamento de políticas futuras, legislação, normas, modelos e disponibilização de informação conducentes a um desenvolvimento sustentável do território como um todo. Portugal está longe de atingir este patamar de progresso, pois continua a ser dos poucos países da Europa que não tem uma cobertura integral do território por cadastro geométrico. Passados quase dez anos desde a criação do Sistema Nacional de Exploração e Gestão de Informação Cadastral (SiNErGIC), é importante fazer uma reflexão sobre a sua relevância no desenvolvimento das políticas públicas nacionais. Assim, esta comunicação pretende contribuir com uma reflexão crítica sobre o que foi realizado até ao momento em Portugal, essencialmente ao nível das componentes jurídica e metodológica que suportam o cadastro multifuncional, numa tentativa de compreender porque não se alcançaram resultados satisfatórios. Por último, adiantam-se novas abordagens, recorrendo a tecnologias e normas internacionais mais recentes, no sentido de operacionalizar soluções mais expeditas e menos dispendiosas para as campanhas cadastrais.pt
dc.language.isoporpt
dc.publisherCentro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboapt
dc.relation.ispartofseriesISBN;978-972-636-275-3-
dc.rightsopenAccesspt
dc.subjectCadastro Predial Multifuncionalpt
dc.subjectLADMpt
dc.subjectSiNErGICpt
dc.subjectSistema de informação cadastral simplificadopt
dc.titleLivro de Ataspt
dc.typearticlept
degois.publication.firstPage1035pt
degois.publication.lastPage1043pt
degois.publication.issueXVIpt
degois.publication.locationLisboapt
degois.publication.titleColóquio Ibérico de Geografiapt
dc.peerreviewedyespt
dc.date.embargo2018-11-01*
dc.date.periodoembargo0pt
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
item.fulltextCom Texto completo-
Appears in Collections:I&D INESCC - Artigos e Resumos em Livros de Actas
Files in This Item:
File Description SizeFormat
XVI Colóquio Ibérico-Livro Atas-ID841.pdf1.5 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s)

59
checked on Oct 15, 2019

Download(s)

183
checked on Oct 15, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.