Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/84088
Title: Validade da BaSIQS - Escala Básica de Sintomas de Insónia e Qualidade de Sono: Estudos em Amostras Clínica e da Comunidade
Other Titles: BaSIQS – Basic Scale on Insomnia Complaints and Quality of Sleep: Validity Studies in Clinical and Community Samples
Authors: Mendes, Mariana Eusébio Miller Oliveira 
Orientador: Gomes, Ana Cardoso Allen
Keywords: Qualidade de Sono; Insónia; BaSIQS; Validade; Análise ROC; Sleep Quality; Insomnia; BaSIQS; Validity; ROC analysis
Issue Date: 25-Jul-2017
Serial title, monograph or event: Validade da BaSIQS - Escala Básica de Sintomas de Insónia e Qualidade de Sono: Estudos em Amostras Clínica e da Comunidade
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: A insónia, apesar da sua elevada prevalência na população e interferência na qualidade de vida, continua pouco reconhecida, subdiagnosticada e não tratada. Dado este panorama, percebe-se a importância de desenvolver instrumentos de avaliação que a auxiliem o seu rastreio e diagnóstico. A qualidade se sono, assim como os sintomas de insónia são aspetos, em grande medida, subjetivos pelo que a forma primordial de os avaliar é o autorrelato. Neste sentido, Gomes et al. (2015) procederam à construção de uma escala que permite avaliar tal perceção – Escala Básica de Insónia e Qualidade de Sono (BaSIQS). A escala já dispõe de estudos psicométricos que comprovam a sua fiabilidade e validade preliminar em população universitária, adulta e idosa, mostrando-se robusta nas diferentes populações. A presente investigação teve como objetivo replicar estudos de consistência interna, completar e aprofundar a validade da BaSIQS, sobretudo ao nível da validade empírica (recorrendo a um grupo clínico diagnosticado de modo independente e a um grupo de controlo) e de construto nas vertentes convergente (usando uma escala concetualmente semelhante e dados objetivos de actigrafia) e discriminante (recorrendo a medidas de outros aspetos do sono e a escalas concetualmente distintas) em população adulta e clínica. Foram recolhidas as pontuações na BaSIQS, Índice de Severidade da Insónia (ISI), Questionário Compósito de Matutinidade (QCM) e Inventário de Sintomas Psicopatológicos-18 (BSI-18) de 922 adultos; recrutado um grupo de 30 participantes que preencheram os questionários e realizaram um estudo de actigrafia; e recolhidas as pontuações na escala BaSIQS de 30 insones diagnosticados num Centro de Medicina do Sono, após avaliação clínica.A BaSIQS revelou boas qualidades psicométricas a nível da consistência interna e homogeneidade dos itens. A solução fatorial encontrada para a população adulta replica a estrutura bifatorial encontrada por Gomes et al. (2015). Revelou-se uma forte associação entre a BaSIQS e a ISI, assim como se observaram algumas correlações, de magnitude modesta, em relação à actigrafia. A análise das relações entre a BaSIQS e as medidas e escalas não concetualmente relacionadas revelou relações não significativas ou moderadas. Na comparação das pontuações do grupo clínico e de controlo, observou-se uma clara superioridade de pontuações nos insones e uma forte magnitude de efeito; nas comparações item a item, todos se revelaram correlacionados à exceção do item 4. Com determinação da curva ROC verificou-se uma ótima precisão da escala, definida por um elevado valor AUC.
Despite its high prevalence and interference in the quality of life, insomnia is still an unrecognized, undiagnosed and untreated disorder. In light of this scenario, it’s easily understandable how important it is to develop valid instruments that help the clinician in screening and assessing insomnia. Sleep quality and insomnia complaints are highly subjective, as such the best way to evaluate its presence is through patient-report methods. Gomes et al. (2015) developed a valid instrument to assess the subjective experience of sleep quality and insomnia symptoms – Basic Scale on Insomnia Complaints and Quality of Sleep (BaSIQS). This instrument has demonstrated good psychometric properties and has been preliminarily validated in student, adult and older aged samples. The present research aimed to replicate BaSIQS internal consistency studies as well as to study in detail the validity of the scale in terms of criterion validity (using a clinic sample group independently diagnosed and a control group) and construct validity (using measures of sleep unrelated to its quality and other scales conceptually distinct), in adult community and clinical samples.BaSIQS was filled out along with the Insomnia Severity Index (ISI), Composite Morningness Questionnaire (CMQ) and Brief Symptom Inventory-18 (BSI-18) by 922 adults; a group of 30 participants was recruited to fill out these instruments and participate in an actigraphy study; BaSIQS’s scores were collected from a sample of 30 insomnia patients from a Sleep Medicine Centre after initial clinic evaluation, and based on their sex, age and educational level, a subgroup of 30 matched controls from the community participants were selected.BaSIQS’s demonstrated good psychometric properties concerning internal consistency and homogeneity of the items. We found a two-factor structure identical to the one presented by Gomes et al. (2015). By testing the association between BaSIQS and ISI we found significantly strong correlations, whereas the actigraphy study showed moderate and low correlations. Moderate to not significant correlations were found by confronting BaSIQS to the unrelated measures and scales. When it comes to comparing results in the clinic group to the control group, we found a clear superiority of the sleep-impaired showing a large effect size; also, all the items were moderately to highly correlated except for item 4. As determined by the ROC curve, the scale demonstrated to be of high precision with a strong AUC value.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/84088
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

647
checked on Jun 2, 2020

Download(s) 50

668
checked on Jun 2, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons