Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/80348
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLopes, Paula-
dc.contributor.authorLamas, Isabella Alves-
dc.date.accessioned2018-07-20T11:42:54Z-
dc.date.available2018-07-20T11:42:54Z-
dc.date.issued2018-05-30-
dc.identifier.citationLAMAS, Isabella Alves - Vale quanto pesa? : a emergência de novos espaços de governação em megaprojetos de mineração no Brasil, Canadá e Moçambique. Coimbra : [s.n.], 2018. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/80348-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/80348-
dc.descriptionTese de doutoramento em Relações Internacionais, na especialidade de Política Internacional e Resolução de Conflitos, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbrapt
dc.description.abstractA difusão do poder na governação global tem dado crescente protagonismo para a importância da inclusão das corporações multinacionais (CMNs) nas analises sobre política internacional. Mas, apesar da abertura da área das Relações Internacionais (RI) para a complexidade da governação a nível mundial, a maioria das investigações têm como foco os níveis de análise da macro política global e há pouquíssimos trabalhos empiricamente fundamentados sobre CMNs, particularmente sobre os seus efeitos na vida cotidiana de populações. Esta tese contribui para responder a essa lacuna de conhecimento sobre o fenômeno do crescente envolvimento de corporações na governação e é o produto de um trabalho empírico extenso feito a partir do caso da atuação da CMN mineradora brasileira Vale S.A. em distintos estados hospedeiros/sede em contextos de paz formal: Brasil, Canadá e Moçambique. Partindo dos quadros teórico-conceituais da Economia Política Internacional (centrada no papel das CMNs localmente), da Ecologia Política (centrada na relação entre conflitualidade e recursos naturais) e das ferramentas analíticas foucaultianas de disciplina, biopoder e governamentalidade, a tese contribui para lançar luz ao envolvimento cotidiano da CMN no governo da vida das populações atingidas por suas atividades. Sendo assim, o argumento central avançado nesta investigação é o de que, a partir da concessão de exploração, CMNs da área de extração de recursos naturais passam a ter funções de governação no ordenamento político de territórios onde se estabelecem. E isto, apesar de ser negociado com os diferentes estados hospedeiros, é uma dinâmica violenta não só na forma como é imposta, como também é violenta no dia-a-dia, na aplicação cotidiana em populações que têm que viver nos ou interagir com estes complexos minerários. A governação cotidiana da população atingida pela CMN tem duas facetas principais que incluem o ‘papel de governo’, no qual a corporação assume a função de provedora de serviços que classicamente seriam atribuições da esfera pública de governo, e o exercício alargado do ordenamento político a partir de mecanismos e tecnologias de governo diversos. Estas são formas de controle social da população e legitimação da autoridade da CMN frente a uma crescente pressão pública para a tradução dos benefícios econômicos da exploração de recursos naturais em bem-estar para as populações. Mas, ao contrário da prosperidade decorrente da abundância mineral, salvo raras exceções, as pesquisas de campo nos três estados hospedeiros/sede revelaram cenários de conflitualidade que emergem como crítica e contraconduta das populações atingidas a estas dinâmicas de violência. As semelhanças entre os contextos são resultado do aumento da influência do capital transnacional, fruto da adoção de políticas neoliberais de crescente liberação e desregulamentação de investimentos. Dito isto, a investigação contribui para o desenvolvimento dos Estudos para a Paz e de uma vertente crítica das RI a partir de três eixos principais que a distanciam de teorias ortodoxas: as CMNs como atores centrais para a compreensão das relações internacionais; a análise da conflitualidade a partir de contextos de paz formal; e a incorporação do valor analítico do cotidiano para a compreensão da política internacional.pt
dc.description.abstractThe diffusion of power in global governance has increased the prominence of multinational corporations (MNCs) in international politics and International Relations (IR). This phenomenon has been investigated mostly at global macro policy level of analysis. Few empirically grounded studies have tried to understand how MNCs affect the daily lives of populations. This thesis contributes to respond to this lack of knowledge about the increasing involvement of corporations in governance. It is the result of an extensive empirical inquiry on the Brazilian mining MNC Vale S.A.’s operations in different host states/headquarter in contexts of formal peace: Brazil, Canada and Mozambique. Based on the articulation among the theoretical- conceptual frameworks of International Political Economy (centered on the role of MNCs locally), Political Ecology (centered on the relation between conflict and natural resources) and Foucauldian analytical tools of discipline, biopower and governmentality, the thesis sheds light on the MNC’s daily involvement in governing the lives of affected communities. The central argument advanced in this research is that MNCs involved with natural resources’ extraction are central agents in the political ordering of territories in where they are established. Moreover, this governance role, despite being negotiated with the different host states, is a violent dynamic, not only in the way it is imposed, but also in its daily application in populations that have to live within or interact with the mining complexes. The everyday governance of the population affected by the MNC has two main facets: on the one hand, in the 'role of government', the corporation assumes the provision of services that would classically be states’ attributions; and, on the other hand, the MNC exerts an extended political ordering through different mechanisms and technologies of government. In a context of increasing public pressure for translating the economic benefits of natural resources exploitation into population’s well-being, these mechanisms and technologies of government are forms of social control of the population and of legitimation of MNC's authority. But contrary to the alleged prosperity brought by mineral abundance, with rare exceptions, the three host states fieldworks have revealed scenarios of conflict that emerge as criticism and counter-conducts of the affected population to these dynamics of violence. The similarities between the contexts are related with the increasing influence of the transnational capital, product of the adoption of neoliberal policies of increasing liberation and deregulation of investments. Therefore, the research contributes to the development of Peace Studies and to a critical thought of IR from three main axes that distinguishes it from orthodox theories: the MNCs as central actors for the understanding of international relations; the analysis of conflict from formal peace contexts; and the incorporation of the analytical purchase of everyday into the understanding of international politics.pt
dc.description.sponsorshipFCT - SFRH/BD/98914/2013pt
dc.language.isoporpt
dc.rightsembargoedAccesspt
dc.subjectCorporação multinacionalpt
dc.subjectGovernaçãopt
dc.subjectConflitos socioambientaispt
dc.subjectMineraçãopt
dc.subjectVale S.A.pt
dc.subjectMultinational corporationpt
dc.subjectGovernancept
dc.subjectSocio-environmental conflictspt
dc.subjectMiningpt
dc.titleVale quanto pesa? A emergência de novos espaços de governação em megaprojetos de mineração no Brasil, Canadá e Moçambiquept
dc.typedoctoralThesispt
degois.publication.locationCoimbrapt
dc.peerreviewedyespt
dc.date.embargo2024-05-28*
dc.date.periodoembargo2190pt
dc.identifier.tid101491778-
dc.subject.fosCiências Sociais::Ciências Políticaspt
thesis.degree.grantor00500::Universidade de Coimbrapt
thesis.degree.nameDoutoramento em Relações Internacionais, na especialidade de Política Internacional e Resolução de Conflitospt
thesis.degree.grantorUnit0503::Universidade de Coimbra - Faculdade de Economia-
uc.rechabilitacaoestrangeiranopt
uc.date.periodoEmbargo2190-
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextembargo_20240528-
item.fulltextCom Texto completo-
Appears in Collections:I&D CES - Teses de Doutoramento
FEUC- Teses de Doutoramento
Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
TVale quanto pesa.pdf4.67 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show simple item record

Page view(s)

132
checked on Oct 16, 2019

Download(s)

56
checked on Oct 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.