Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/485
Title: Lutas por inclusão nas margens do Atlântico : um estudo comparado entre as experiências do Movimento dos Sem Terra - Brasil e da Associação In Loco - Portugal
Authors: Lage, Allene Carvalho 
Orientador: Santos, Boaventura de Sousa
Keywords: Movimentos sociais -- Portugal -- Brasil; Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra -- Brasil; Associação In Loco -- Portugal
Issue Date: 11-May-2006
Citation: LAGE, Allene Carvalho - Lutas por inclusão nas margens do Atlântico : um estudo comparado entre as experiências do Movimento dos Sem Terra - Brasil e da Associação In Loco - Portugal. Coimbra, 2005.
Abstract: A presente investigação tem por finalidade conhecer os mecanismos de invisibilidade dos lugares e das lutas por inclusão, e as suas bases conceptuais e metodológicas, a partir da participação de grupos da sociedade civil, historicamente excluídos do Contrato Social, que, segundo Boaventura de Sousa Santos, contêm os princípios que fundamentam a sociabilidade e a política na sociedade moderna, e a actuação de actores sociais solidários que intervêm em favor de grupos sociais excluídos dos seus direitos. A partir de uma intensa e prolongada vivência de dois trabalhos realizados no terreno, um em Portugal – Associação In Loco na Serra do Caldeirão - e outro no Brasil – Movimento dos Sem Terra no Sertão de Sergipe -, esta investigação pretende ainda reflectir sobre os caminhos para a inclusão social e para conquista da cidadania, aproximando os diálogos possíveis - de encontros ainda impossíveis - na tentativa de dar voz e visibilidade a estes grupos sociais e às histórias das suas lutas. O eixo analítico e comparativo deste trabalho está ancorado no quadro teórico da Sociologia das Ausências de Boaventura de Sousa Santos. Nos termos deste quadro há muita experiência social que não é visível ou credível à luz das teorias e concepções políticas e sociológicas dominantes. Este trata de práticas sociais protagonizadas por grupos sociais subalternos e excluídos que vão contra os modos hegemónicos de pensar e de agir. Vistas da perspectiva da Sociologia das Ausências tais práticas antevê alternativas disponíveis ou possíveis ao modo injusto e não aparentemente sem alternativas em que vivemos. Assim, pretendemos mostrar as possibilidades reais de alternativas para a inclusão social participada no campo, de cariz emancipatório e as possibilidades de transformação social que estudos desta natureza podem oferecer para a democratização das sociedades.
Description: Tese de doutoramento em Sociologia (Sociologia do Estado, do Direito e da Administração) apresentada à Fac. de Economia de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/485
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s) 50

443
checked on Feb 18, 2020

Download(s)

44
checked on Feb 18, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.