Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/42455
Title: Traumatismos torácicos graves e lesões associadas : estudo descritivo de uma amostra referente a um ano de internamentos no SMI do CHUC
Authors: Teixeira, Mónica Martins 
Orientador: Pimentel, Jorge
Keywords: Traumatologia; Medicina interna; Unidade de cuidados intensivos; Ventilação
Issue Date: Mar-2012
Abstract: O Trauma constitui um crescente e significativo problema de saúde pública a nível mundial, sendo uma causa importante de morbilidade e mortalidade. O traumatismo torácico destaca-se não só pela sua elevada incidência mas também pelo aumento da gravidade e da mortalidade das lesões associadas. O espectro de lesões torácicas pode variar de insignificante a letal, sendo que frequentemente ultrapassam os limites anatómicos, associando-se a lesões de outros segmentos corporais como a cabeça e coluna vertebral, abdómen e membros. Atendendo ao facto de actualmente se tratar de um problema de relevo, justificase a realização deste trabalho, que tem como objectivos rever o conhecimento sobre traumatismos torácicos graves e lesões associadas no que diz respeito a fisiopatologia, mecanismos de lesão, epidemiologia, diagnóstico e abordagem inicial e, por último, estudar através de uma análise descritiva, os casos de traumatismos torácicos graves admitidos durante o ano de 2010 no Serviço de Medicina Intensiva dos HUC. O funcionamento normal dos órgãos torácicos está intrinsecamente relacionado com a normal compartimentação anatómica do tórax. O traumatismo de um dos órgãos ou estruturas implica a alteração da função de outros, interrompendo os normais mecanismos fisiológicos e dando origem a sinais clínicos. Apesar de frequentemente associado a população mais jovem e activa, principalmente por acidentes de viação e violência urbana, a incidência é também significativa ao nível da população mais idosa, não só devido aos acidentes de viação mas também a quedas de altura. Na maioria dos traumatismos torácicos, os exames complementares de diagnóstico para avaliar todas as lesões envolvidas bem como o tratamento precoce são fundamentais para evitar complicações posteriormente. É extremamente útil perceber os mecanismos de traumatismo, prever o risco de vida subjacente, chegar ao diagnóstico correcto e optar por uma abordagem prudente com base no estado hemodinâmico do doente. O conhecimento da epidemiologia do trauma permite por um lado procurar melhorar o desempenho na abordagem do trauma grave e, por outro, caminhar no sentido da prevenção das lesões traumáticas, das complicações subjacentes e da elevada morbi-mortalidade que lhes tão associadas.
Trauma is an increasing and significant problem of public health and a major cause of morbidity and mortality worldwide. Chest trauma stands out not only for its high incidence but also because of the increase of severity and mortality of the associated injuries. Chest injuries cover the spectrum from trivial to lethal, and often exceed anatomic limits and are associated with head, neck, abdomen or limbs trauma. Therefore, this study, whose aim is to revise the knowledge of severe chest trauma and associated injuries focusing on pathophysiology, mechanisms of injury, epidemiology, diagnosis, general management and finally a descriptive study of severe chest trauma cases admitted in the year of 2010 in the intensive care unit of HUC, becomes appropriate, considering the relevance of this issue. The normal functions of the chest organs depend on normal anatomic subdivision. An injury of a thoracic organ or structure changes the function of the others, disrupting normal physiological mechanisms and giving rise to clinical signs. Severe chest trauma is often associated with young and working people because of traffic accidents and urban violence. However incidence is also significant in older people, not only because of traffic accidents but also of falls from high places. In most of chest traumas, diagnosis assessment and imaging studies to evaluate all injuries associated and early management are fundamental to avoid posterior complications. It is extremely useful to understand trauma mechanisms, to foresee underlying life-threatening signs, to reach the right diagnosis and to opt for doing a careful management according to the hemodynamic status of patient. Knowledge of trauma epidemiology is important to try to improve management and to prevent traumatic injuries, its complications and high morbidity and mortality associated
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área cientifica de Medicina Interna, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/42455
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
Show full item record

Page view(s)

220
checked on Dec 5, 2022

Download(s) 5

9,427
checked on Dec 5, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.