Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/41175
Title: Hermenêutica de elite: apontamentos sobre o colonialismo interno no Brasil
Authors: Hashizume, Maurício 
Keywords: Brasilidade; Colonialismo interno; Formação nacional; Elite intelectual; Discriminação étnico-racial
Issue Date: 2014
Publisher: Centro de Estudos Sociais
Serial title, monograph or event: Cabo dos Trabalhos
Issue: 10
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: No Brasil, a colonialidade (do poder, do saber e do ser) apresenta contornos particularmente acentuados por meio da atuação de um segmento intelectualizado influente que impõe seus pontos de vista sobre a experiência (pós-)colonial. Por meio de uma “hermenêutica de elite”, essas forças sociais contribuem por sacramentar interpretações sociais que preservam, em geral, um forte traço de discriminação étnica e racial. Crucial para a formação da ideia da brasilidade, o movimento modernista “antropófago” da Semana da Arte de 1922 foi seguido por um conjunto de “ensaios de interpretação” publicados nas décadas seguintes. Reconhecidos “autores de formação” como Sérgio Buarque de Holanda e Caio Prado Jr. sustentam um “pensamento brasileiro” a partir de uma condição privilegiada, combinada, ainda que de forma distinta, com a prevalência da epistemologia (e ontologia) moderno - ocidental. Tal postura, marcada pela notória invisibilização de outras interpretações fora dessa matriz, dificulta e bloqueia consideravelmente o exercício de uma hermenêutica diatópica e pluritópica, através da tradução intercultural.
In Brazil, the intensity and deepness of coloniality (of power, of knowledge and of being) have been particularly shaped by the action of an influential and intellectualized segment which imposes their points of view about the nation (post)colonial experience. Through an "elite´s hermeneutics", these “social forces” contribute to preserve, by enshrining some social interpretations, a strong dash of ethnic and racial discrimination. Crucial for the formation of the idea of Brazilianness, the “Cannibal” artists movement of the Week of Modern Art in 1922 was followed by a set of "interpretative essays" published in the following decades. Recognized “national formation authors” as Sérgio Buarque de Holanda and Caio Prado Jr. hold a "Brazilian thought" from a privileged position, combined, albeit differently, with the prevalence of modern-western epistemology (and ontology). Marked by notorious invisibility of other interpretations, this attitude greatly hinders the exercise of diatopical and pluritopical hermeneutics through intercultural translation.
Description: Comunicação apresentada no IV Colóquio Internacional de Doutorandos/as do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES), “Coimbra C: Dialogar com os Tempos e os Lugares do(s) Mundo(s)”, realizado na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC), nos dias 6 e 7 de Dezembro de 2013.
URI: http://hdl.handle.net/10316/41175
ISSN: 2182-9187
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CES - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Hermenêutica de elite_apontamentos sobre o colonialismo interno no Brasil.pdf515.03 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

209
checked on Feb 11, 2020

Download(s)

83
checked on Feb 11, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.