Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/36814
Title: Perfeccionismo e regulamentação emocional: uma perspetiva transgeracional
Authors: Alarcão, José Miguel Cunha de 
Orientador: Macedo, António
Pereira, Ana Telma
Keywords: Perfeccionismo; PRN; Perturbação psicológica; Regulação Emocional; Dimensões parentais; Perspetiva transgeracional
Issue Date: Mar-2016
Abstract: INTRODUÇÃO: Factores ambientais, com origem no meio familiar, têm sido implicados no desenvolvimento do Perfecionismo, em particular o controlo parental e a falta de afeição parental. A literatura mais recente tem evidenciado que o Pensamento Repetitivo Negativo (PRN) é mediador na subsequente influência do Perfecionismo na génese e manutenção de perturbações psicológicas. No entanto ainda pouco se sabe quanto à relação entre o PRN dos pais e dos filhos e da sua influência nas estratégias de regulação emocional e nos níveis de perturbação psicológica destes. OBJECTIVOS: Analisar, pela primeira vez, o papel do perfeccionismo e do PRN parentais na regulação emocional dos filhos e a relação entre as estratégias de regulação emocional entre pais e filhos. MATERIAIS E MÉTODOS: Este estudo insere-se num projecto de investigação de maior âmbito - “PERFECCIONISMO E REGULAÇÃO EMOCIONAL – UMA PERSPECTIVA TRANSGERACIONAL” (Ref. 098-CE-2014) e envolveu 223 Estudantes universitários (77.97% sexo feminino; 20.48±1.624 anos) e os seus pais participaram no estudo preenchendo questionários validados para a população portuguesa: Escalas Multidimensionais de Perfeccionismo - nomeadamente para a avaliação das Preocupações com a avaliação (PreocAv) e Esforços perfeccionistas (EsfPerf); Questionário de Pensamento Perseverativo-15 e Questionário da Regulação Emocional Cognitiva. Os filhos preencheram ainda os Questionários de Dimensões Parentais e, como se de um dos seus progenitores se tratassem, às Escalas Multidimensionais de Perfeccionismo. RESULTADOS: As correlações entre o perfeccionismo dos filhos (PF) e o perfeccionismo dos pais (Pp) foram baixas (.20); entre o PF e a perceção dos filhos sobre o perfeccionismo dos pais (PFPp) foram moderadas (.40) e entre Pp e a PFPp foram altas (.50). As correlações entre os mecanismos de Regulação Emocional Cognitiva (RECf) dos filhos e dos pais (RECp) foram de um modo geral significativas, de baixa magnitude (.20). De entre os preditores significativos das estratégias de regulação emocional negativas (Ruminação, Catastrofização, Auto-culpabilixação e Culpabilização dos outros) destacaram-se: PreocAv e ICI dos filhos e a PreocAv_FP das mães. Os preditores significativos que consistentemente se associaram às estratégias de REC positivas foram dimensões do perfeccionismo negativo (associação inversa) e RespAAut das mães e dos pais. DISCUSSÃO: Os níveis de perfecionismo, de PRN e de mecanismos de REC dos filhos apresentam correlação mais elevadas com o perfecionismo, PRN e mecanismos de REC dos pais do que com os das mães. Também na percepção dos filhos acerca do perfecionismo dos progenitores e nos estilos parentais se verifica essa tendência. É a PreocAv dos progenitores que apresenta correlações mais expressivos com as variáveis dos filhos. Ruminação, Culpabilização dos Outros e Catastrofização foram as dimensões mais bem explicadas pelas VIs, sendo a PreocAv e ICI dos filhos e a PreocAv_FP das mães os preditores mais consistentes destes mecanismos de REC não adaptativa. CONCLUSÕES: PRN, controlo psicológico e comportamental e perfecionismo mal adaptativo elevados dos progenitores, bem como a sua percepção pelos filhos estão associados a Perfecionismo, PRN e mecanismos de REC não adaptativos nos filhos. Estilos parentais baseados na afeição, confiança e incutir responsabilidade estão associados ao desenvolvimento de mecanismos de REC adaptativos. INTRODUCTION: Environmental factors from within the family have been implicated in the development of perfectionism, in particular parental control and lack of parental affection. The most recent literature has shown that the Repetitive Negative Thinking (PRN) acts as a mediator in the subsequent influence of perfectionism in the genesis and maintenance of psychological disorders. However very little is known about the relations between parents and children PRN and it’s influence on their emotional regulation strategies and levels of psychological distress. OBJECTIVOS: Analyze, for the first time, the role of parental perfectionism and PRN in their children emotional regulation and the relations between emotional regulation strategies between parents and children. MATERIALS AND METHODS: This study, which is part of a wider framework of a research project called "Perfectionism and emotional regulation - A transgenerational perspective" (Ref 098-CE-2014.) envolved 223 university students (77.97% female; 20.48±1.624 years old) and their parents participated in the study by completing, out of the evaluation period, self-reported questionnaires, validated for the Portuguese population: Multidimensional Perfectionism Scales (MPS) of Frost and of Hewitt&Flett – namely to assess Evaluative concerns (Ec) and Positive striving (Ps); Perseverative Thinking Questionnaire -15, NEO Five-Factor Inventory, and the Cognitive Emotion Regulation Questionnaire.. Children also filled in the Parental Dimensions’ Questionnaire and the perfectionism scales with regard to which they consider were one of their parents’ answers. Correlations between children’s perfectionism/CP and parents’ perfectionism/Pp were low (.20); between CP and their perception of their parents’/CPP perfectionism were moderate (.40) and between Pp and CPP perfectionism were high (.50). Correlations between children’s mechanisms of Cognitive Emotion Regulation (CERc) and their parent’s mechanisms (CERp) were generally significative, with a low magnitude (.20). Among the significant predictors of negative emotion regulation strategies (Rumination, Catastrophizing, Self-Blame and Blaming Others) the most significant ones were: chlidren’s Ec and UCI and mother’s CPP of SPP. Significant predictors that were consistently associated with positive REC strategies were negative dimensions of perfectionism (inverse association) and parents’ RespASup. DISCUSSION: The levels of perfectionism, NRT and CER mechanisms of the children present higher levels of correlation with their father’s perfectionism, NRT and CER mechanisms than with their mother’s. Also in the children perception about their parent’s perfectionism and with the parenting styles, this trend appears to hold true. It is parent’s RespASup that presents more significant correlations with their children’s variables. Rumination, Blaming Others and Catastrophizing were the dimensions best explained by the IVs, with children’s Ec and UCI and mother’s CPP of Ec the most consistent predictors of these maldaptative REC mechanisms. CONCLUSION: Parent’s higher levels of NRT, psychological and behavioral control and maladaptive perfectionism, as well as their perception from children are associated with perfectionism, NRT and maldaptative CER mechanisms in children. Parenting styles based on affection, trust and instill of responsibility they are associated with the development of adaptative REC mechanisms.
Description: Trabalho final do 6º ano médico com vista à atribuição do grau de mestre (área científica de psicologia médica) no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina.
URI: http://hdl.handle.net/10316/36814
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese.pdfTese2.02 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

723
checked on Sep 23, 2020

Download(s)

137
checked on Sep 23, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.