Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/36542
Title: Perceived causes for changes in sleep pattern in postpartum women
Authors: Santos, Sandra Manuela Domingues dos 
Orientador: Pereira, Ana Telma
Keywords: Depressão pós-parto; Insónia
Issue Date: Mar-2016
Abstract: Introdução: Mulheres no pós-parto sofrem mudanças significativas no padrão de sono devido a uma série de razões (anatómicas, hormonais, cuidados com o bebé, etc.) e sabe-se que a insónia e depressão estão associadas, mas não há estudos que explorem as causas percebidas pelas mulheres para as alterações no seu padrão de sono durante esse período. Assim, o objetivo deste trabalho é investigar as causas que mulheres no pós-parto atribuem às suas mudanças no padrão de sono e analisar as suas associações com variáveis obstétricas, do sono, dos estados de humor e dos sintomas depressivos. Métodos: Três meses após o parto, 192 mulheres responderam a um inquérito contendo variáveis obstétricas, do sono, da saúde, da Escala de Depressão Pós-Parto (PDSS1) e do Perfil de Estados de Humor (POMS). No caso de as mulheres terem respondido positivamente à questão sobre se tiveram alterações do padrão de sono desde o nascimento do bebé, foi-lhes pedido que identificassem a(s) causa(s) possíveis, com base numa questão de escolha múltipla. Testes de Qui quadrado e de T de Student (ou equivalentes não-paramétricos) foram aplicados conforme apropriado. Resultados: 64.6% das mulheres referiram-se a alguma(s) causa(s); as mais citadas foram alimentação / cuidado do bebé e crianças mais velhas (32.3%) e as preocupações (com o bebé e com problemas da vida) (29.5%). Ao longo do estudo, consideramos dois grupos: o "grupo das preocupações" e o "grupo das outras causas". No que diz respeito às variáveis obstétricas, observou-se uma relação positiva entre o grupo preocupações e parto instrumental vs. vaginal ou vs. cesariana; além disso, mulheres que estavam a amamentar em exclusivo referiram as preocupações em mais elevada proporção do que as mulheres que estavam a usar biberão. Não foram observadas diferenças significativas entre os dois grupos quando se consideram as variáveis relacionadas com o stresse percebido no pós-parto, apoio social, qualidade de vida, saúde no passado ou problemas de saúde no pós-parto, temperamento da criança ou perfeccionismo. Ao nível dos sintomas e afectos depressivos, as mulheres no "grupo das preocupações" tiveram pontuações mais altas no POMS Depressão e Fadiga-Inércia, no BDI-II total, na dimensão somática-ansiedade (do BDI-II) e na maioria das dimensões sintomáticas do PDSS (Distúrbios do apetite e do sono, Ansiedade/insegurança, Confusão mental, Perda do self, Culpa/vergonha, Desrealização e fracasso, Dificuldades de concentração, Labilidade emocional e Dificuldades em dormir). Conclusão: É importante distinguir as causas de alterações no padrão do sono em mulheres no pós-parto. As preocupações como uma causa percebida para a alteração do padrão de sono no pós-parto parecem ter um impacto e significado clínico maiores do que causas relacionadas com as necessidades do bebé, pelo que especial atenção deve ser prestada pelos profissionais de saúde para com as mulheres que se referem a esta causa específica para não dormir.
Introduction: Women at postpartum suffer significant changes in sleep pattern due to a number of reasons (anatomical, hormonal, baby care demands, etc.) and it is known that insomnia and depression are associated, but no studies have explored the causes women perceive for the alterations in their sleep pattern during that period. The aim of this work is to investigate the causes that postpartum women most mention for changes in sleep pattern and its associations with obstetric and sleep variables and with mood states and depressive symptoms. Methods: At three months postpartum 192 women fill in a booklet containing obstetric and sleep variables, the Postpartum Depression Screening Scale (PDSS1) and the Profile of Mood States (POMS). If they experienced changes in their sleep pattern, they were asked about the perceived cause(s) (multiple choice). Qui Square and Student T tests were applied as appropriate. Results: 64.6% Women referred to some cause(s); the most mentioned were feeding/baby care and older children care (32.3%) and worries (baby and life problems related) (29.5%). Throughout the study we considered two groups: the “worries group” and the “other causes group”. Concerning the obstetric variable, we observed a positive relation between the worries group and assisted delivery vs. vaginal or vs. caesarean-section; in addition, women exclusively breastfeeding reported worries in higher proportions than women bottle-feeding. No significant differences were observed between the two groups when considering the variables related with perceived stress postpartum, perceived social support, quality of life, past health or health problems at the postpartum, infant temperament or perfectionism. At the level of the depressive symptoms, women in the “worries group” had higher scores in POMS Depression and Fatigue-Inertia, BDI-II total and somatic-anxiety dimension and most of the symptomatic dimensions of PDSS (Sleep and eating disturbances, Anxiety/insecurity, Mental confusion, Loss of self, Guilty/shame, Derealization-failure, Concentration difficulties and Emotional lability as well as Sleeping difficulties). Conclusion: It is important to distinguish the causes for changes in sleep pattern in postpartum women. Worries as a perceived cause have a higher impact and clinical significance than causes related to baby care demands and special attention should be paid by healthcare professional to women referring to this specific cause to sleep pattern in the postpartum.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área cientifica de Psicologia Médica, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/36542
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese MIM Sandra Santos.pdf2.93 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

345
checked on Sep 24, 2020

Download(s) 50

555
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.