Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31528
Title: Por terras templárias. Estudo paleobiológico de uma amostra osteológica humana inumada em Santa Maria Olivais, Tomar
Authors: Curto, Ana Q. 
Orientador: Cunha, Eugénia
Ferreira, Teresa
Keywords: Tomar; Época Medieval/Moderna; Paleodemografia; Análise morfológica; Paleopatologia
Issue Date: 2011
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A cidade de Tomar foi local de vida e de morte durante séculos e para diversos povos, incluindo romanos e árabes. A amostra osteológica em estudo faz parte da série medieval/moderna de Santa Maria do Olival, Tomar, e é composta por 28 indivíduos, 25 adultos e 3 não adultos, pertencentes a enterramentos primários, não tendo sido os ossários associados aos enterramentos analisados no presente estudo. Dos 25 indivíduos adultos, 11 pertencem ao sexo masculino, 9 ao sexo feminino e em 5 desses indivíduos não foi possível efectuar uma diagnose sexual fiável. Da análise morfológica há a destacar a robustez óssea, que revela diferenças sexuais, com todos os indivíduos do sexo feminino a indicarem valores de gracilidade e os do sexo masculino a serem classificados como robustos. É ainda de assinalar a destria, em ambos os sexos, ilustrada pela maior robustez dos ossos direitos do que a encontrada nos esquerdos. O estudo paleopatológico desta amostra revelou dados muito interessantes, nomeadamente uma maior incidência da patologia degenerativa, tanto articular como não articular, nos membros superiores, o que aponta para um intensivo trabalho braçal. Registaram-se ainda 13 casos de lesões traumáticas, principalmente no sexo masculino, indícios de patologia infecciosa em 6 indivíduos, 8 casos de patologias circulatórias em tíbias e no endocrânio de 5 dos indivíduos analisados e neoplasias em 4. Registaram-se ainda 6 patologias de etiologia incerta e um caso de doença de Legg-Calvé-Perthes.
The city of Tomar was a burial site for centuries and for many peoples, including Romans and Arabs. The osteological sample studied is part of the skeletons buried at Santa Maria dos Olivais in Medieval/Modern Age. The sample in question is composed of 28 individuals, 25 adults and 3 sub-adults belonging to primary burials, the ossuaries associated with these burials weren’t analyzed in this study. Of the 25 adult individuals studied 11 are male, 9 female and in 5 it wasn’t possible to make a reliable sexual diagnosis. These individuals have a higher robustness in the right side, all the males are robust and the females not robust. The paleopathological study of this sample revealed very interesting data, including increased incidence of degenerative pathology, both articular and nonarticular, in the upper limbs, indicating an intensive manual labor. There were also 13 cases of traumatic injuries, especially in males, signs of infectious pathology in 6 individuals, 8 cases of osteochondritis dissecans, cardiovascular disorders in the tibia and endocranium in 5 of the analyzed individuals and neoplasms in 4. There were also 6 pathologies of uncertain etiology and a case of Legg-Calve-Perthes disease.
Description: Dissertação de Mestrado em Evolução e Biologia Humanas, apresentada ao Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/31528
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Capa.pdf768.5 kBAdobe PDFView/Open
Por Terras Templárias.pdf3.63 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

178
checked on Oct 22, 2020

Download(s) 50

340
checked on Oct 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.