Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31286
Title: Fibroadenomas mamários - Que entidade?
Authors: Almeida, Ana Catarina de Oliveira 
Orientador: Dias, Maria Margarida de Oliveira Figueiredo
Keywords: fibroadenomas; patologia benigna da mama; tumores da mama
Issue Date: 30-Nov-2015
Abstract: Introdução: A informação sobre fibroadenomas disponível para os clínicos é escassa e desordenada, dificultando a orientação correta das doentes. Métodos: Pesquisa de artigos de científicos e de revisão no motor de busca PubMed, complementada com livros sobre o tema. Resultados: A patogenia ainda não é clara, mas acredita-se que haja uma associação com mutações dos genes bcl-2 e MED12. Alguns fatores de risco e protetores para o desenvolvimento de fibroadenomas estão descritos. Não existem protocolos de orientação diagnóstica ou terapêutica. A tríplice diagnóstica (clínica, imagem e citologia) é aconselhada pela sua alta sensibilidade. A utilização de outros exames complementares de diagnóstico deve reservar-se para quando existem outros achados não consistentes com o diagnóstico de fibroadenoma. O tratamento clássico resume-se a conservador ou cirúrgico. Pondera-se a cirurgia pela idade da doente, o número, o tamanho e a instabilidade do(s) fibroadenoma(s), dúvida diagnóstica e ansiedade da doente. Têm surgido novos métodos minimamente invasivos, destacando-se a Ecoterapia e o Mamótomo, com bons resultados e segurança. Parece haver uma associação do fibroadenoma com maior risco de cancro da mama, especialmente se complexos e/ou com atipia. Discussão: A informação disponível é, muitas vezes, não consensual. É necessária a formulação de orientaçõoes diagnósticas e terapêuticas como fonte de informação dos clínicos. O tratamento dos fibroadenomas pode prevenir possíveis cancros da mama. O investimento deverá orientar-se para os métodos de tratamento minimamente invasivos.
Background: The clinicians’ current available information is scarce and disorganized, making it difficult to properly guide the patients. Methods: Scientific and review articles in PubMed search engine, supplemented with books on the subject. Results: Pathogenesis is still unclear, but it is believed that there is an association with Med12 and bcl-2 gene mutations. Some risk and protection factors for the development of fibroadenomas are described. There are no diagnostic or therapeutic orientation protocols. The triple diagnostic (clinical, imaging and cytology) is advised thanks to its high sensitivity. The use of other complementary diagnostic tests should be applied only when there are other findings not consistent with the diagnosis of fibroadenoma. Classic treatment boils down to conservative or surgical. Surgery should be considered according with the age of the patient, fibroadenoma’s number, size and instability, diagnostic uncertainty and patient’s anxiety. There have been new minimally invasive methods, specially Ecotherapy and Mammotome with good results and safety. It appears to be an association of fibroadenomas with increased risk of breast cancer, especially if complex and/or presenting atypia. Discussion: The available information is not consensual. The development of diagnostic and therapeutic guidelines is essencial as a source of clinical information. The treatment of fibroadenomas can prevent possible breast cancers. The investment should be directed to minimally invasive treatment methods.
Description: Dissertação de mestrado, na área de Ginecologia, apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/31286
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Trabalho final 6ºano_ Fibroadenomas Mamários.pdf6.17 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,117
checked on Jul 2, 2020

Download(s) 5

4,087
checked on Jul 2, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.