Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30991
Title: Satisfação conjugal, amor romântico, coping diádico e sensibilidade olfativa ao longo do ciclo vital do casal: estudo comparativo
Authors: Vilas, Lília Solangue Rodrigues 
Orientador: Sotero, Luciana
Fonseca, Gabriela Jorge
Keywords: Satisfação conjugal; Ciclo vital do casal
Issue Date: 14-Jul-2015
Serial title, monograph or event: Satisfação conjugal, amor romântico, coping diádico e sensibilidade olfativa ao longo do ciclo vital do casal: estudo comparativo
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A complexidade e paradoxalidade inerente à díade conjugal dificultam a sua investigação ao longo do ciclo vital do casal. A fim de contribuir para o conhecimento em torno desta temática, o presente estudo recorreu a uma amostra de 234 indivíduos casados portugueses com o objetivo geral de estudar a satisfação conjugal, o amor romântico, o coping diádico e a sensibilidade olfativa ao longo do ciclo vital do casal (fase da fusão, autonomia e empatia), de acordo com a teoria de Franck-Lynch (1986, citado por Lourenço, 2006; citado por Relvas, 1996). Os resultados do estudo revelaram que os indivíduos casados que se encontram na fase da fusão, têm uma maior perceção de coping diádico, quando comparados com sujeitos casados que se encontram na fase da empatia. Relativamente à correlação das variáveis verificou-se que o coping diádico parece estar correlacionado com o amor romântico e com a satisfação conjugal. Por fim, também se verificou que a satisfação conjugal se encontra correlacionada com o amor romântico e com a sensibilidade olfativa. Foram discutidas implicações da investigação na intervenção.
The complexity and the paradoxes inherent to the conjugal dyad difficult its investigation throughout the life cycle of the couple. In order to contribute to the knowledge about this issue, the present study used a sample of 234 married Portuguese individuals with the general objective of studying marital satisfaction, romantic love, dyadic coping and olfactory sensitivity throughout the life cycle of the couple (fusion stage, autonomy, empathy), according to Franck-Lynch’s theory (1986, cited by Lourenço, 2006, cited by Relvas, 1996). The results of the study revealed that married individuals, who are at the fusion stage, have a larger perception of dyadic coping when compared to married individuals who are at the empathy stage. In regards to the correlation of the variables, it was observed that the dyadic coping seems to be correlated to romantic love and to marital satisfaction. Finally, it was also verified that marital satisfaction is correlated with romantic love and with olfactory sensitivity. Implications of the investigation were also discussed in the intervention.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Psicoterapia Sistémica e Familiar), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/30991
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Lilia Vilas.pdf568.76 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

458
checked on Oct 21, 2021

Download(s)

151
checked on Oct 21, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.