Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30972
Title: Entre dois olhares: a aliança terapêutica na terapia familiar segundo uma perspetiva observacional e de autorresposta de terapeutas
Authors: Tirone, Claudia 
Orientador: Sotero, Luciana
Fonseca, Gabriela Jorge
Keywords: Terapia familiar; Aliança terapêutica
Issue Date: 28-Jul-2015
Serial title, monograph or event: Entre dois olhares: a aliança terapêutica na terapia familiar segundo uma perspetiva observacional e de autorresposta de terapeutas
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O objetivo principal deste estudo é perceber qual a associação da avaliação da aliança terapêutica feita a partir do ponto de vista de observadoras/es e a partir do ponto de vista da/o própria/o terapeuta. Para avaliar a força da aliança terapêutica é usado o Sistema de Observação da Aliança em Terapia Familiar (SOFTA - Friedlander, Escudero, & Heatherington, 2006). Nomeadamente, é utilizado o SOFTA-o para a recolha observacional e o SOFTA-s para a recolha de autorresposta, tendo por base a análise da 1ª sessão. Os resultados demonstram uma associação baixa entre os dois métodos de avaliação. As ações das/os terapeutas não parecem ser congruentes com a sua perceção. A análise da frequência dos descritores comportamentais permite concluir que os terapeutas contribuem mais para a dimensão Envolvimento e Conexão Emocional do que para as dimensões Segurança e Partilha de Objetivos. São as dimensões específicas da terapia familiar e de casal para as quais as/os terapeutas menos contribuem. Este resultado pode ser útil para a formação de terapeutas e para uma melhor prática clínica, indicando as dimensões às quais as/os terapeutas deveriam ter mais em atenção.
The principal goal of this study is to understand which is the association between a therapeutic alliance’s evaluation from the observer’s point of view and the therapist’s own. The System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA - Friedlander, Escudero, & Heatherington, 2006) is used to evaluate the strength of the therapeutic alliance. The SOFTA-o is used for the observational sample and the SOFTA-s is used for the self-report sample, the 1st session being the basis for analysis. The results show that there is a low association between these two assessment methods. The therapist’s actions don’t seem to be congruent with his or her perceptions. The frequencies’ analysis of comportamental descriptors shows that therapists contribute more to the dimensions Engagement and Emotional Connection than for Safety and Shared Purpose. The specific dimensions of family and couple therapy are those to which the therapists least contribute. These results may be useful for therapists’ training and a better clinical practice, indicating the dimensions to which therapists should give more attention.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e Saúde (Psicoterapia Sistémica e Familiar), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/30972
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Claudia Tirone.pdf888.91 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

773
checked on Sep 21, 2021

Download(s)

106
checked on Sep 21, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.