Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30955
Title: Working memory assessment in older adults: validation and norming studies of the month ordering task
Authors: Buekenhout, Imke 
Orientador: Leitão, José Augusto Simões Gonçalves
Keywords: Memória de trabalho; Memória, idoso; Validade convergente; Validade discriminante
Issue Date: 29-Jun-2015
Serial title, monograph or event: Working memory assessment in older adults: validation and norming studies of the month ordering task
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: The present work aimed to obtain construct-related evidence for the Month Ordering Task and to examine its reliability (test-retest and internal consistency). We equally sought to establish normative data for use with speakers of European Portuguese. More specifically, we intended to: 1) attain convergent and discriminant validity evidence for the Month Ordering Task, studying the correlations between this task and other working memory tasks (Reading Span Task and Digit Span Backward) and between the Month Ordering Task and measures of constructs less related to working memory (Digit Span Forward, and measures of inhibition and processing speed derived from the Stroop Neuropsychological Screening Test); 2) analyze the Month Ordering Task’s reliability; test-retest reliability was investigated by assessing 40 participants on two different occasions (with a 12-14 week interval) and internal consistency was checked by estimating Cronbach’s alpha; 3) establish regression-based norms for use with speakers of European Portuguese. The Month Ordering Task revealed to possess sound psychometric properties, strongly correlating with other measures of working memory and presenting non-significant to moderate correlations with measures of less related constructs (except for the Digit Span Forward, with which a strong correlation was unveiled). A high retest coefficient was obtained, suggesting that the Month Ordering Task is a temporally stable instrument. The internal consistency study revealed that the Month Ordering Task is an internally consistent and homogeneous scale. Linear regression analyses showed that Month Ordering Task performance is influenced by age, gender and years of formal education. In order to control for these influences, a regression-based algorithm was obtained, enabling the user to transform Month Ordering Task scores into standardized Z scores.
Este trabalho teve como objetivo a análise das propriedades psicométricas da Tarefa de Ordenação de Meses e o estabelecimento de normas baseadas na regressão para uso com indivíduos cuja língua materna seja o português europeu. Mais especificamente, os objetivos desta tese são os seguintes: 1) análise da validade convergente e discriminante da Tarefa de Ordenação de Meses, através do estudo das correlações com outros instrumentos de avaliação da memória de trabalho (Tarefa de Amplitude de Leitura e Memória de Dígitos em sentido inverso) e com instrumentos que avaliam construtos menos relacionados com a memória de trabalho (Memória de Dígitos em sentido direto, e medidas de inibição e de velocidade de processamento obtidas através do Teste Stroop Neuropsicológico); 2) estudo da fiabilidade da Tarefa de Ordenação de Meses, nomeadamente a fiabilidade teste-reteste e a consistência interna; de forma a examinar a fiabilidade teste-reteste, uma amostra de 40 participantes foi avaliada duas vezes em momentos distintos (separados por um intervalo de 12-14 semanas), e a consistência interna foi analisada recorrendo ao índice alfa de Cronbach; 3) por último, procuramos obter dados normativos para falantes do português europeu. Os resultados obtidos sugerem que a Tarefa de Ordenação de Meses possui boas propriedades psicométricas, apresentando fortes correlações com outras medidas de memória de trabalho e correlações fracas a moderadas com instrumentos que visam a avaliação de construtos distintos (com exceção da Memória de Dígitos em sentido direto, tendo sido obtido um coeficiente de correlação elevado). A Tarefa de Ordenação de Meses mostra ter uma boa estabilidade temporal, demonstrando também ser uma escala homogénea com boa consistência interna. Análises de regressão lineares revelaram que o desempenho na Tarefa de Ordenação de Meses é influenciado por diversas variáveis demográficas (idade, género, anos de escolaridade). De forma a poder controlar o impacto destas variáveis demográficas na avaliação da memória de trabalho através do desempenho na Tarefa de Ordenação de Meses, foram obtidas normas baseadas na regressão. Esse algoritmo permite a transformação de resultados brutos em resultados standardizados.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Psicogerontologia Clínica), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/30955
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Imke Buekenhout.pdf925.15 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

752
checked on Sep 23, 2020

Download(s)

187
checked on Sep 23, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.