Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/25992
Title: Estratégias de coping familiar e qualidade de vida em doentes com tuberculose: estudo exploratório em contexto militar angolano
Authors: Angelina, Martinho Daniel 
Orientador: Sotero, Luciana
Major, Sofia de Oliveira
Keywords: Tuberculose; Qualidade de vida; Coping familiar
Issue Date: 2012
Serial title, monograph or event: Estratégias de coping familiar e qualidade de vida em doentes com tuberculose: estudo exploratório em contexto militar angolano
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A Tuberculose é uma doença crónica das mais antigas, remontando a 2000 anos a. C. e é a pandemia com maior incidência nos países em via de desenvolvimento. Em Angola não existem estudos sobre a qualidade de vida e o coping familiar nos doentes com tuberculose, tornando-se assim pertinente estudar e investigar esta doença. Deste modo, o presente estudo tem como principal objetivo avaliar a perceção das estratégias de coping e da qualidade de vida de sujeitos militares com tuberculose (N=30), com efeito, comparativamente a sujeitos sem tuberculose (N=30), na tentativa de procurar identificar se existiam diferenças na qualidade de vida e nas estratégias de coping familiar dos sujeitos com e sem tuberculose, foram utilizados os seguintes instrumentos: Questionário Sócio-demográfico, Qualidade de Vida (QOL) e Escalas de Avaliação Pessoal Orientadas para a Crise em Família (FCOPES). As principais conclusões indicam que o grupo de militares sem a doença apresenta uma melhor perceção das estratégias de coping e maior qualidade de vida em relação ao grupo de militares com tuberculose.
Tuberculosis is a chronic disease of the oldest, dating back to 2000 years. C. and is the pandemic with greater incidence in the developing countries. In Angola there are no studies on the quality of family life and coping in patients with tuberculosis, thus becoming relevant studying and researching this disease. The present study aims to evaluate the perception of coping strategies and quality of life of individuals with tuberculosis (N = 30), compared to subjects without tuberculosis (N = 30), in an attempt to try to identify whether there were differences in quality of life and coping strategies of family subjects with and without tuberculosis, we used the following instruments: Socio-demographic Questionnaire, Quality of Life (QOL) and Scales Personal Evaluation oriented Family Crisis (FCOPES). The main findings indicate that the military group without the disease has a higher perception of coping strategies and quality of life in relation to the group of soldiers with tuberculosis.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e Saúde (Sistémica, Saúde e Família), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/25992
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Martinho Daniel Angelina.pdf574.64 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

291
checked on Sep 21, 2021

Download(s)

114
checked on Sep 21, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.