Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/21818
Title: Aliança terapêutica em terapia familiar sistémica com clientes voluntários e involuntários: microanálise das constribuições dos terapeutas
Authors: Figueiredo, Mafalda Joana da Silva 
Orientador: Relvas, Ana Paula
Sotero, Luciana
Keywords: Aliança terapêutica; Clientes involuntários; Clientes voluntários; Terapia familiar
Issue Date: 2012
Serial title, monograph or event: Aliança terapêutica em terapia familiar sistémica com clientes voluntários e involuntários: microanálise das constribuições dos terapeutas
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O presente estudo exploratório tem como principal objetivo analisar de que forma a mesma equipa de coterapeutas contribui para a aliança em terapia familiar sistémica, num caso com clientes voluntários e noutro com clientes involuntários. O recurso ao instrumento SOFTA (System for Observing Family Therapy Alliances) permitiu uma análise observacional do tipo e frequência dos comportamentos do sistematerapeutas após manifestações negativas dos clientes, na primeira e quarta sessões dos dois casos. Os resultados demonstram que, apesar das intervenções dos terapeutas serem sempre positivas e maioritariamente com o intuito de contribuir para o Envolvimento dos clientes na terapia, no caso da família involuntária as suas contribuições para a aliança são mais imediatas às manifestações negativas dos clientes e mais diversificadas em termos da sua qualidade. São discutidas algumas hipóteses que permitem explicar os padrões de comportamento observados, tendo em conta as características do sistema-terapeutas e do tipo de abordagem terapêutica utilizada, bem como as especificidades de cada família. É ainda feita referência às implicações dos resultados para a prática clínica.
This exploratory study mainly aims to analyze how the same cotherapists’ team contributes to the alliance in systemic family therapy in a case with voluntary clients and other with involuntary clients. The use of the SOFTA (System for Observing Family Therapy Alliances) instrument allowed an observational analysis of the type and frequency of the therapists’ contributions after clients’ negative manifestations in the first and fourth sessions of the two cases. The results demonstrate that, despite all of the therapists’ interventions are positive and their focus on contributing to the Engagement of clients in therapy, the contributions to the alliance on the involuntary family are more immediate after clients’ negative manifestations and more diverse in terms of its quality. We discuss some hypotheses for the explanation of the observed behavior patterns, taking into account the characteristics of the system-therapists and therapeutic approach used, as well as the specificities of each family. We also make reference to the implications of the findings for clinical practice
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e Saúde (Sistémica, Saúde e Família) apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/21818
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Mafalda.pdf1.85 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

818
checked on Sep 16, 2021

Download(s)

171
checked on Sep 16, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.