Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15736
Title: Adaptação parental ao nascimento de um filho: Comparação da reactividade emocional e psicossintomatologia entre pais e mães nos primeiros dias após o parto e oito meses após o parto
Authors: Moura-Ramos, Mariana 
Canavarro, Cristina Maria 
Keywords: Pós-parto; Parentalidade; Adaptação; Género
Issue Date: 2007
Publisher: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citation: MOURA-RAMOS, Mariana; CANAVARRO, Cristina Maria - Adaptação parental ao nascimento de um filho: Comparação da reactividade emocional e psicossintomatologia entre pais e mães nos primeiros dias após o parto e oito meses após o parto. "Análise Psicológica". ISSN 0870-8231. Vol. 25, nº 3 (2007) p. 399-413
Abstract: A adaptação à parentalidade tem sido descrita como um importante momento de desenvolvimento da vida das famílias, exigindo esforços de adaptação às novas tarefas com que pais e mães se deparam. Assim, apesar da Felicidade que está frequentemente associada a este acontecimento, a necessidade de reorganização da vida dos indivíduos é geralmente elevada, podendo conduzir, nas mães e nos pais, a elevados níveis de perturbação emocional. Dado que esta reorganização pode ser distinta ao longo do tempo que se segue ao parto e em função do género do progenitor, pretende-se com este estudo conhecer as diferenças na adaptação materna e paterna ao nascimento de um filho, nomeadamente em dois momentos distintos: dois a cinco dias após o parto e oito meses após o parto. A amostra, constituída por 214 mães e 193 pais, foi recolhida na Maternidade Dr. Daniel de Matos dos Hospitais da Universidade de Coimbra. Para a recolha de dados foram utilizados questionários sociodemográficos e questionários de auto-resposta. De forma geral, os resultados são indicadores da existência de uma boa adaptação em mães e pais, apesar de revelarem que, principalmente no primeiro momento de avaliação, as mães, quando comparadas com os pais, apresentam uma reacção emocional mais intensa. Os resultados sugerem que o nascimento de um filho é um importante momento da vida das famílias, tanto para as mães como para os pais, significando geralmente um momento de grande felicidade para ambos. Porém, o presente estudo sugere uma adaptação mais exigente para a mãe, provavelmente devido à maior necessidade de reorganização implicada.
URI: http://hdl.handle.net/10316/15736
ISSN: 0870-8231
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adaptação parental ao nascimento de 1 filho (Moura-Ramos, 2007).pdf84.59 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

540
checked on Jun 10, 2019

Download(s)

96
checked on Jun 10, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.