Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15487
Title: Cinética do comportamento da iga salivar em resposta a um esforço de nado aeróbio contínuo
Authors: Araújo, Patrícia 
Orientador: Teixeira, Ana Maria
Rama, Luís
Keywords: Vias energéticas; Natação
Issue Date: 2005
Abstract: O presente estudo teve como objectivo verificar, através na resposta da sIgA e da srIgA, se existe algum momento de maior susceptibilidade no sistema imunitário após a realização de um exercício de nado aeróbio contínuo, com a duração de 20 minutos. A amostra foi constituída por 12 nadadores de nível competitivo nacional, com média de idades 17,03±0,89 anos, com um volume de treino médio anual 1450±70,71 km, e com 7,08±1,16 anos de competição. Os indivíduos participaram no seguinte protocolo: nadar continuamente durante 20 minutos, com uma intensidade correspondente a uma tarefa de nado aeróbia. Foram recolhidas seis amostras de saliva: a primeira, antes do aquecimento; a segunda 15’ após o teste; a terceira, 1,5h; a quarta 2,5h depois do término do protocolo; a quinta, na manhã do dia seguinte e a sexta, 24h pós-teste. Foram recolhidas micro-amostras sanguíneas para determinação do lactato, registada a frequência cardíaca, a frequência gestual e a percepção do esforço, através da escala CR10 de Borg. A análise estatística foi realizada através do Teste de Wilcoxon (método estatístico Não-Paramétrico), estabelecendo um nível de significância de 0,05. Verificou-se, para a sIgA, um aumento significativo (p<0,05) pós-teste, seguido de uma diminuição de cerca de 50% na 1,5h pós-teste. Na hora seguinte (2,5h) verifica-se uma ligeira recuperação de cerca de 11%, no entanto ainda abaixo dos valores pré-teste. Na manhã do dia seguinte, verifica-se um aumento significativo (p<0,05) quando comparado com os valores pré-teste. Vinte e quatro horas, os valores de sIgA regressam para próximos dos iniciais. Relativamente à srIgA os resultados obtidos foram muito semelhantes, embora não se tenha verificado existir um aumento significativo dos seus valores pós-teste, quando comparados com os pré-teste. Os resultados permitem concluir que, em resposta aguda ao exercício de nado aeróbio contínuo, parece existir uma estimulação no sistema imunitário. No entanto, na 1,5h e 2,5h pós-teste, o efeito parece ser o oposto, isto é, parece existir uma supressão no sistema imunitário, que poderá aumentar a susceptibilidade dos sujeitos às infecções do tracto respiratório superior, durante esse período. Verifica-se ainda, que a partir das 2,5h pós-teste, o sistema imunitário revela sinais de recuperação, possivelmente consumada na manhã do dia seguinte. No entanto, os valores 24h pós-teste são inferiores aos valores iniciais.
Description: Dissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/15487
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
trab completo.pdf563.83 kBAdobe PDFView/Open
anexos.pdf302.85 kBAdobe PDFView/Open
capas.pdf131.12 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

170
checked on Jan 21, 2020

Download(s)

86
checked on Jan 21, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.