Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15370
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCravidão, Fernanda Delgado-
dc.contributor.authorNadais, Catarina Duarte Fontoura-
dc.date.accessioned2011-06-16T12:52:55Z-
dc.date.available2011-06-16T12:52:55Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.citationNadais, Catarina Duarte Fontoura - O turismo e os territórios da espiritualidade : os caminhos de Santiago em Portugal. imbra : [s.n.], 2010por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/15370-
dc.descriptionDissertação de mestrado em Lazer, Património e Desenvolvimento, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbrapor
dc.description.abstractA indústria turística tem vindo a assumir um papel cada vez mais preponderante, traduzindo-se num crescente investimento, tanto pelas entidades públicas como privadas, em diferentes segmentos da actividade. Consequentemente, o interesse sobre a área, o desenvolvimento de estudos e investigações neste âmbito têm-se multiplicado. Além do mais, hoje, o turismo e a indústria a si associada são considerados como uma âncora de salvamento para uma economia que se assume cada vez mais instável. “O Turismo e os Territórios da Espiritualidade: os Caminhos de Santiago em Portugal”, constitui um trabalho de investigação, tendo como principal foco o Turismo, numa pesquisa entre a Religião, Espiritualidade, os Caminhos de Santiago e o caso particular de um dos percursos que liga Braga à cidade do Apóstolo mártir. No entanto, tem um carácter interdisciplinar, devido à proximidade com outras áreas de conhecimento, de forma a potencializar a inteligibilidade e a compreensão, não sendo uma pesquisa teológica, apesar da proximidade com a temática. Na área geográfica onde desenvolvemos o nosso estudo, o caminho a Santiago a partir de Braga, o turismo é considerado uma área em expansão e, ao que tudo indica, a actividade ali desenvolvida já apresenta sinais de crescimento, evidenciando impactos significativos, muito devido aos esforços desenvolvidos pelos órgãos de poder das regiões. No entanto, considera-se que no caso particular do Caminho a Santiago Português, por muitos esforços que já se tenham feito, a quantidade de órgãos com poder sobre ele não se uniram num esforço para alcançar em conjunto objectivos, acabando por cada órgão estabelecer as suas estratégias e prioridades até à fronteira do poder vizinho. Queremos dizer com isto que não existe uma consciência colectiva, e que muitas vezes as questões políticas acabam por ser barreiras ao desenvolvimento coerente e harmonioso, num caminho que devia ser visto como um só, e não dividido por fronteiras regionais ou municipais. Tudo isto também contribui para que haja uma fraca divulgação e conhecimento a respeito desta tradição e é neste sentido que esta proposta também pretende seguir.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectTurismo religiosopor
dc.subjectCaminhos de Santiagopor
dc.subjectCaminhos de Santiago -- Portugalpor
dc.titleO turismo e os territórios da espiritualidade : os caminhos de Santiago em Portugalpor
dc.typemasterThesispor
dc.peerreviewedNopor
uc.controloAutoridadeSim-
item.languageiso639-1pt-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
crisitem.author.researchunitCentre of Studies on Geography and Spatial Planning-
crisitem.author.orcid0000-0003-3367-9489-
crisitem.advisor.deptFaculdade de Letras, Universidade de Coimbra-
crisitem.advisor.researchunitCentre of Studies on Geography and Spatial Planning-
crisitem.advisor.orcid0000-0002-4993-1864-
Appears in Collections:FLUC Geografia - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação mestrado_Catarina Nadais.pdf3.71 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 50

471
checked on Oct 20, 2020

Download(s) 10

1,449
checked on Oct 20, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.