Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/13309
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVeríssimo, Manuel Teixeira-
dc.contributor.advisorMartins, Raul-
dc.contributor.authorRodrigues, Luís Augusto de Almeida-
dc.date.accessioned2010-06-22T09:56:18Z-
dc.date.available2010-06-22T09:56:18Z-
dc.date.issued2006-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/13309-
dc.descriptionDissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Físicaen_US
dc.description.abstractCom a realização do presente estudo pretendemos verificar se, após a aplicação do programa de exercício físico de 22 semanas de duração, se registam alterações entre as avaliações iniciais e finais, nos índices de condição física funcional (cff) e nas respostas ao teste da tuberculina. Desejamos estudar também a eventual existência de associação entre a cff e a resposta ao teste da tuberculina. O estudo envolveu uma amostra de 13 idosos, de ambos os sexos, de idades compreendidas entre os 65 e os 95 anos. Todos eles pertencem a diversas populações da freguesia de Arganil e de Coja e usufruem diariamente do Centro de Dia e Lar de Idosos das mesmas, que fazem parte da Instituição da Santa Casa da Misericórdia. A avaliação da condição física dos idosos, quer na avaliação inicial quer na final, foi efectuada com base na bateria de testes “Senior Fitness Test Manual” (Rikli & Jones, 2001). A avaliação inicial e a avaliação final do teste da tuberculina foram realizadas através da administração do teste Mantoux. Ao longo do estudo, os idosos seguiram um programa de exercício físico adaptado, com uma frequência de três vezes por semana. Após o terminus do programa de exercício físico, e feita a colheita de todos os dados necessários, procedeu-se ao tratamento estatístico dos mesmos, tendo-se utilizado o programa S.P.S.S versão 12.0. O nível de confiança em todas as análises foi de p ≤ 0.05. Dos resultados obtidos neste estudo, as conclusões foram as seguintes: - Os níveis de condição física melhoraram com a prática de actividade física regular, tendo-se registado diferenças estatisticamente significativas, nas componentes funcionais da aptidão física: força superior e inferior; flexibilidade superior; e resistência cárdio-respiratória. Não se registaram diferenças estatisticamente significativas a nível da flexibilidade inferior e mobilidade física; -As respostas ao teste da tuberculina não se alteraram; -Apesar de a generalidade das componentes funcionais terem melhorado, tais mudanças não se repercutiram nas respostas ao teste da tuberculina.en_US
dc.language.isoporen_US
dc.rightsopenAccessen_US
dc.subjectIdosoen_US
dc.subjectExercício físicoen_US
dc.subjectTeste da tuberculinaen_US
dc.titleInfluência da Aplicação de um Programa de Exercício Físico na Aptidão Física e Respostas ao Teste da Tuberculina numa População Idosaen_US
dc.typebachelorThesisen_US
uc.controloAutoridadeSim-
item.fulltextCom Texto completo-
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
crisitem.advisor.deptFaculdade de Ciências do Desporto e Educação Física, Universidade de Coimbra-
crisitem.advisor.researchunitCIDAF - Research Unit for Sport and Physical Activity/University of Coimbra-
crisitem.advisor.orcid0000-0003-1194-4560-
Appears in Collections:FCDEF - Vários
Files in This Item:
File Description SizeFormat
monografia luís rodrigues.pdf585.54 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s)

211
checked on Jul 7, 2020

Download(s)

136
checked on Jul 7, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.