Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/13175
Title: Disposições da Procura em Health Clubs: O Caso do Holmes Place de Coimbra
Authors: Silva, Sónia Cristina Cândido da 
Orientador: Marivoet, Salomé
Keywords: Sociologia do desporto; Ginásios; Prática desportiva; Lazer; Estilos de vida
Issue Date: 24-May-2010
Abstract: A presente investigação tem como objectivo saber se a oferta num health club incrementa a adesão dos utentes. Para levar a cabo o que nos propusemos realizar, e com base nas contribuições dos vários autores sobre a mesma temática, construímos a nossa problemática, definimos o nosso objecto de estudo e as hipóteses de investigação. Elaborámos, para o efeito, uma metodologia que nos permitiu construir a técnica de recolha e tratamento de informação (o inquérito por questionário) que nos possibilitou retirar conclusões sobre os dados em análise. Procedemos à aplicação de um questionário a uma amostra proporcionalmente estratificada de 230 sócios do Holmes Place de Coimbra, sendo 106 do sexo masculino e 124 do sexo feminino, recolhemos a informação (em diferentes períodos do dia, por forma a permitir uma avaliação mais abrangente da utência durante sete dias consecutivos), e tratámola nos programas informáticos de SPSS e Excel. Concluímos que não existem diferenças assinaláveis entre os dois grupos sociais em estudo relativamente à adesão ao Holmes Place (HP), tanto para os que já praticavam como para os que aí iniciaram a sua prática desportiva, assim como quanto à importância dada à eleição desta rede. Será de referir, que apenas tivemos os dois grupos socioprofissionais com maiores recursos como universo de análise, sendo que o grupo SEE se apresenta com menores recursos face ao grupo EQS. No que diz respeito à diversidade da oferta, quer o grupo de menores recursos, quer os sócios de todos os escalões etários em estudo, assim como as mulheres, estão mais satisfeitos no que se refere à concordância entre os objectivos pessoais e a diversidade de modalidades existentes. Relativamente à novidade, também é o grupo SEE e as mulheres a atribuírem uma maior importância. Quanto à acessibilidade, verifica-se que são os sócios de menores recursos em ambos os sexos que estão mais satisfeitos. Já quando se cruza a idade com o grupo social verifica-se que todos os escalões etários se encontram igualmente satisfeitos. Verificámos também, que não existem diferenças assinaláveis entre os escalões etários quando está em causa a diversidade da oferta associada à novidade e à acessibilidade. Contudo, são os mais velhos a demonstrarem uma satisfação maior na relação qualidade/custo. Em suma, com base nos resultados do nosso estudo, podemos concluir, que todas as nossas hipóteses foram confirmadas embora parcialmente (cf. Capítulo III), e por isso podermos afirmar, que as características da oferta de um health club estratificam, de uma forma parcial, a adesão segundo o perfil dos utentes
URI: http://hdl.handle.net/10316/13175
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Seminario.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

157
checked on Jul 16, 2019

Download(s)

98
checked on Jul 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.