Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/12161
Title: Teste das Matrizes Progressivas Coloridas de Raven: Estudos psicométricos e normativos com crianças dos 4 aos 6 anos
Authors: Brites, Sílvia Manuela dos Reis 
Orientador: Simões, Mário Rodrigues
Santos, Maria João Seabra
Keywords: Inteligência; Avaliação Psicológica; Idade Pré-Escolar; Matrizes Progressivas Coloridas de Raven; Estudos psicométricos; Normas
Issue Date: 10-Dec-2009
Abstract: A Inteligência inclui a capacidade mental de raciocinar, resolver problemas, planear, compreender ideias e aprender, sendo tradicionalmente examinada por instrumentos de avaliação fundamentados do ponto de vista teórico, psicométrico e normativo. O incremento de instrumentos disponíveis que possibilitem precocemente, em idades pré-escolares, a avaliação da inteligência corresponde no nosso país a uma necessidade sentida pelos profissionais. O teste das Matrizes Progressivas Coloridas de Raven (MPCR; Raven, 1947; Simões, 2000) é um dos instrumentos de avaliação da inteligência não verbal mais utilizados neste contexto. Porém, em Portugal não existem estudos publicados com esta prova em idade pré-escolar. Na presente investigação foi observada uma amostra de 210 crianças, de ambos os sexos, com desempenho escolar normal e frequência do pré-escolar e primeiro ciclo, oriundas de 8 agrupamentos de escolas do Distrito de Leiria, maioritariamente provenientes de escolas públicas, com o objectivo de estudar as características psicométricas e obter dados normativos numa faixa etária entre os 4 anos e 0 meses e os 6 anos e 11 meses. Para efeitos de estratificação da amostra consideraram-se adicionalmente as percentagens nacionais relativas às áreas de residência (urbana/rural). Os estudos psicométricos incluíram o exame da precisão: (i) a estabilidade temporal testereteste com um intervalo de 3 semanas (r = .75); e (ii) a análise da consistência interna (alfa de Cronbach = .73). Os estudos de validade com o teste das MPCR foram realizados com base numa amostra de 25 crianças e no recurso a 2 subtestes da WPPSI-R (Quadrados e Vocabulário) (Wechsler, 2003), ao teste do Desenho da Figura Humana (DAP; Naglieri, 1988) e ao Rivermead Behavioural Memory Test for Children (RBMT-C; Wilson, Ivani-Chalian & Aldrich, 1991). As correlações mais elevadas foram observadas entre pontuações nas MPCR e os subtestes de Vocabulário (r = .65) e Quadrados (r = .56) da WPPSI-R, tendo sido obtidas correlações relativamente baixas com as pontuações no RBMT-C (r = .39) e DAP (r = .20). Do ponto de vista normativo e de acordo com o esperado é observado um incremento sistemático e progressivo dos resultados com a idade. Considerados globalmente, os resultados da presente investigação apontam para valores de precisão e validade aceitáveis, sugerindo que o teste das MPCR pode ser utilizado com utilidade nestas faixas etárias.
Description: Tese de Mestrado em Psicologia, área de especialização em Avaliação Psicológica apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/12161
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
MPCR CONCLUIDA FIM.pdf1.87 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

2,126
checked on Nov 19, 2019

Download(s) 1

7,272
checked on Nov 19, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.