Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/11063
Title: A proclamação do espelho. Reflexões dodecaédricas sobre o ensaísmo na prosa alemã da “década expressionista”
Authors: Martins, Catarina 
Issue Date: Aug-2004
Publisher: Centro de Estudos Sociais
Citation: Oficina do CES. 212 (2004)
Abstract: Face à inoperatividade da teoria expressionista na compreensão de algumas das manifestações mais originais da prosa narrativa de língua alemã de 1910-20, estigmatizadas como “incompreensíveis”, o objectivo da minha reflexão é questionar tanto o conceito de Expressionismo, quanto a noção de “incompreensibilidade”, que resulta, nos casos em apreço – Albert Ehrenstein, Carl Einstein e Robert Müller –, não da expressão do irracional, mas da introdução de elementos do género híbrido “ensaio” no domínio da ficção. Sob a metáfora do espelho, que coloca a problemática modernista do Sujeito no centro da reflexão ensaística desde Montaigne, e com recurso a uma noção de ensaio construída a partir de Friedrich Schlegel, Nietzsche e Adorno, analisarei um espectro de narrativas que evidenciam um processo de miscigenação entre ficção e ensaio, cujo resultado extremo é o texto incompreensível, genologicamente inclassificável, e que coloca desafios por enfrentar aos estudos literários, em particular àqueles que ousam penetrar nas zonas mais herméticas do Modernismo
URI: http://hdl.handle.net/10316/11063
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Estudos Germanísticos - Vários
FEUC- Vários
I&D CES - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
A proclamação do espelho.pdf186.18 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

241
checked on Sep 17, 2019

Download(s)

84
checked on Sep 17, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.