Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/10475
Title: Habilidades Psicológicas, Orientação para os Objectivos e Traço e Estado de Ansiedade Competitiva em Atletas
Authors: Carvalho, Firmino Eduardo Coelho 
Orientador: Ferreira, José Pedro
Gaspar, Pedro Miguel Pereira
Keywords: Psicologia do desporto; Habilidades psicológicas; Diferenças individuais; Ansiedade competitiva
Issue Date: 2007
Abstract: Este trabalho teve como objectivo principal realizar uma descrição e uma caracterização psicológica de atletas das modalidades de Basquetebol, Voleibol, Hóquei em Patins, Badmington, Ténis de Mesa, Andebol e Judo, participantes nos respectivos campeonatos nacionais, na época 2006/2007 e como objectivos específicos: descrever e caracterizar os valores médios obtidos pelas diferentes modalidades para cada uma das variáveis psicológicas estudadas; investigar a relação existente entre as habilidades psicológicas, o traço de ansiedade, o estado de ansiedade e o tipo de orientação motivacional dos atletas participantes no estudo; ainda relativamente às habilidades às habilidades psicológicas, à ansiedade competitiva e à orientação motivacional procurámos analisar a relação existente entre estes factores e as seguintes variáveis: sexo, idade, anos de experiência, numero de jogos por ano, sessões de treino semanal, tempo de treino, experiência internacional e tipo de modalidade (Individual / Colectivo). Os participantes foram 100 atletas de nacionalidade portuguesa, de ambos os géneros, praticantes federados nas modalidades de Basquetebol (n=46), Ténis de Mesa (n=23), Andebol (n=8), Voleibol (n=7), Hóquei em patins (n=7), Badmington (n=5) e Judo (n=4), com idades compreendidas entre os 12 e os 34 anos (média =17,96 e desvio padrão =4,66). Os resultados do estudo relativos à caracterização psicológica dos atletas estudados mostram-nos que as habilidades psicológicas com valores mais elevados são a treinabilidade e a concentração. Ao invés a formulação de objectivos e preparação mental e a ausência de preocupações são as dimensões que apresentaram os valores mais baixos. Por sua vez no traço de ansiedade competitiva verificamos que os atletas em estudo apresentam níveis elevados de ansiedade somática, contrastando com a sub- escala de perturbação da concentração que apresentou os valores mais baixos. Quanto ao estado de ansiedade competitiva a sub-escala com valores mais elevados é a autoconfiança, e a sub-escala com os valores mais baixos é a ansiedade somática. Por último no que diz respeito ao tipo de orientação motivacional os resultados demonstram que os atletas revelam uma tendência de orientação para a tarefa.
URI: http://hdl.handle.net/10316/10475
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Show full item record

Page view(s) 50

242
checked on Jul 15, 2019

Download(s) 50

332
checked on Jul 15, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.